Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

ESCALADA DE MÃOS DADAS

Cristo,

Tenho medo!

Ontem,

na tela que vivi

apontaram-me

rostos molhados

sob pinceladas lúgubres,

gente atrofiada

pingando ausência,

alegria infantil

despejando nostalgia.

Rogaram presença.

E mereciam-na!

Permaneci estática

quase estarrecida,

por assimilar

que alguém

de mim espera

que mil sóis brotem

da seara envergonhada

despontando apenas cobardia.

 

Alguém de esperança

perdoa o irrealizável!...

Depois de um amanhã

num mar imenso de Deus,

quero velejar

meu barco

pilotando a dois.

Um Cristo

norteará nossa bússola

a quatro mãos, erguida.

Talvez enrão,

(mas só então!!!)

dois mil sóis rairão....

... Imobilizando

desfavoráveis certezas.

 

 

tags:
publicado por anapaula27 às 16:25
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

OUTONO


 



A andorinha partiu.
O Sol mais cedo se deitou.
A chuva miudinha caiu,
Então o Outono chegou.

A videira triste está a chorar,
Ela sem uvas ficou.
Cheira a vinho novo no lagar,
Então o Outono chegou.

As temperaturas desceram.                                             
O vento assobiou.
As aulas já começaram,
Então o Outono chegou.

Os lagartos hibernaram.
A árvore despida ficou.
As folhas soltas dançaram,
Então o Outono chegou.                               
                                                                                                                                                                                                                   

tags:
publicado por anapaula27 às 10:56
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008

CHOVE SOLIDÂO DENTRO DE MIM

Lá fora a chuva

Batendo suave

Caindo surda.

 

Cá dentro a solidão

Gritando - bem alto:

- Não quero estar só!

Eco que soa

E corre

Silêncio fora

Quatro paredes adentro

Do meu labirinto.

 

Rumor wque se cala

E perde nas gotas

Que o apreciam languidamente,

Na carícia que o envolve

Sofrega

Ao sair ele à rua

A amar a chuva

... Que o vem amar

Quando expira a nostalgia

Degrau caída..., no patamar

 Ao lado da companheira

Cansada e tropega

 De a buscar.

Leva o vento

O acto de amar comprimidoi

No infinito cinzento

Do firmamento~

Esvalido.

Trago-o eu

Ao encontrá-lo

Perdido...

Morrendo...

Morrendo perdido

NBa morte

De não saber dar.

Cá dentro a chuva...

Chovendo a solidão.

Lá fora a solidão...

Chovendo a chuva.

Chove.

Hoje.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

tags:
publicado por anapaula27 às 11:48
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

ÂNSIA

Ah! Se eu pudesse ser eu mesma,

Sem aquele dom de não amar-te

Por recear teu gosto descortês,

Vergonhosa ofensa, acusação delirante.

Ah! Meu doce equívoco!

Minha arroçada aventura!

Eu não esperava nem mais um instante

Para te dizer que a minha alma

Arde em loucura...

Ah! Se eu pudesse situar-me no tempo

E pôr de parte os velhos conceitos

De amor ultrapassado...

Ah! Meu doce engano!

Minha aurora de vento!

As minhas palavras não teriam fundamento

E, na hora de confessar-te

O segredo que me atormenta,

A minha voz mentiria sem querer...

Ah! Se eu pudesse não viver

Para não cair na tentação de te ferir

E inconscientemente trair quem não merece...

Ah! Meu desejo ardente!

Minha concha de medo!

Eu só lamento não ter coragem

De desvendar o meu segredo!

 

tags:
publicado por anapaula27 às 10:58
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29


.posts recentes

. ALMA GÉMEA

. O TEMPO E A VIDA

. MISSIONÁRIO

. HIROSHIMA

. FLOR

. PAISAGEM

. ESCALADA DE MÃOS DADAS

. OUTONO

. CHOVE SOLIDÂO DENTRO DE M...

. ÂNSIA

. MÃE

. SONHEI

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. O TEMPO E A VIDA

. DUADRAS SOLTAS

. O AMOR

. FERNANDO

. PAISAGEM

. DEPOIS DA MORTE

. ESCALADA DE MÃOS DADAS

. CRANÇA

. SONHO DOADOR

. DIÁLOGOS

blogs SAPO

.subscrever feeds